Felipe, 15 anos, cursando o 2º ano do ensino médio, pretendo ser um futuro engenheiro ou futuro tenente da Aeronáutica mas, por enquanto somente um garoto fascinado por futebol e que gosta de aprender coisas novas.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Periodização do espaço geográfico

Para compreender o espaço geográfico na sua totalidade não basta somente analisar os elementos que o compõem, é necessário compreender as ações que nele são realizadas. Assim, pode-se caracterizar o espaço geográfico pelos elementos artificiais e naturais e pelo uso que essa sociedade faz dele. Para entender a construção do espaço geográfico brasileiro precisamos recorrer a sua constituição histórica e isso é possível por meio da periodização. Vou falar um pouco sobre a periodização estruturada pelo geógrafo Milton Santos que dividiu a organização do espaço brasileiro em três fases: a meio natural, o meio técnico e o meio técnico-científico-informacional. 


O meio natural


Quando tudo era meio natural, o ser humano escolhia coisas e partes que ele considerava fundamentais para seu dia-a-dia, valorizando mais as culturas e lugares. esse meio natural era utilizado pelo ser humano sem grandes transformações e seus trabalhos e técnicas eram diretamente relacionadas a natureza, as transformações que eram impostas as coisas naturais eram a domesticação de animais.


O meio técnico

Esse período é considerado o surgimento do espaço mecanizado, agora os objetos não são somente objetos culturais, eles agora são culturais e técnicos, ao mesmo tempo. Nesse período, é composto do espaço natural mas, também do espaço "artificial" e começou a substituir os objetos naturais e objetos culturais por objetos técnicos e assim, utilizando novos materiais, o ser humano começa a fabricar um novo tempo aonde, os tempos sociais tendem a tomar a frente  e ser contra aos tempos naturais.


 O Meio técnico-científico-informacional

Esse período começa após a Segunda Guerra Mundial e ele se chama assim porque é totalmente diferente dos outros períodos, agora acontece uma profunda interação entre ciência e técnica e essa união entre técnica e ciência vai se dar sob o poder do mercado, e o mercado por conta disso se torna um mercado global. E agora os objetos não são só técnicos, são também informacionais já que hoje a informação está em todos os lugares e hoje estamos sempre diante de algo novo, você comprando um produto hoje, daqui a 3 meses ele já vai estar ultrapassado e que chamamos de meio técnico-científico-informacional. 

Referência: Bigotto, José Francisco
Geografia:Sociedade e Cotidiano 2 - espaço brasileiro/ José Francisco Bigotto, Márcio Abondanza Vitiello, Maria Adailza Martins de Albuquerque -- 1. ed. -- São Paulo: Escala Educacional,2010 -- (Coleção geográfica : sociedade e cotidiano)

Pelo que vi no texto, Milton Santos dividiu em três fases a periodização do Brasil e ela se relaciona muito com o tempo, por exemplo: O meio natural implica se mais antes da chegada de Cabral aqui e um pouco depois da chegada dele, O meio técnico pode se dizer que foi um pouco depois da chegada dele até o século XIX e o O meio técnico-científico-informacional foi depois disso até hoje em dia, essa divisão foi bem elaborada porque podemos observar a evolução do Brasil através dele.

Um comentário:

  1. Oi Felipe,
    Gostei da sua sintese.
    Atenciosamente,
    Professor César

    ResponderExcluir